Blog

Retração Gengival: saiba como prevenir e tratar a doença

12 dez Saúde Bucal Brasil Reabilitação Oral

Dor ou sensibilidade nos dentes ao ingerir bebidas quentes ou geladas podem ser alguns dos indícios de retração gengival – também conhecida como recessão gengival ou gengiva retraída. Mas engana-se quem pensa que isso é um problema exclusivo de quem não possui boas práticas da saúde bucal. Quem cuida da higiene bucal de forma criteriosa pode também estar propenso a ter retração gengival.

O que é retração gengival

A retração gengival é um fenômeno cada vez mais frequente, que age de forma silenciosa, expondo a raiz do dente, através de um processo de redução da quantidade de gengiva. Cerca de 90% da população mundial sofre com inflamação na gengiva, apontam dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Sensibilidade ou dor nos dentes, sangramento durante a escovação, sentimento de dentes fracos e mal hálito são algumas das maiores reclamações nos consultórios brasileiros. Mas como isso ocorre?

Ocorrência de retração gengival

Com sucessivas ocorrências, a retração gengival pode ter diversas causas, como escovar os dentes em excesso ou a aplicação de força durante o processo, o uso incorreto do fio dental, doenças na gengiva, envelhecimento, e o desalinhamento dentário que acaba forçando a gengiva ao deslocamento. Sua aparição ocorre de forma lenta no paciente, podendo ser em um ou mais dentes, e requer diagnóstico e tratamento imediato. Quando o tratamento é tardio, ocorre que o paciente pode sofrer consequências graves como infecções dentárias, a perda óssea ou até mesmo dentes perdidos

Causas da retração da gengiva

Entre os motivos mais comuns para o desenvolvimento da doença está o uso inadequado de escovas ou técnicas de escovação realizadas de maneira imprópria. Também há fatores genéticos que colaboram para o desenvolvimento da retração gengival. A doença periodontal, por exemplo, conhecida como a gengivite (inflamação na gengiva) ou periodontite (inflamação no periodonto), é conhecida como a doença mais comum do mundo, de acordo com dados relatados no livro Guinness de Recordes Mundiais. De igual modo, a utilização de aparelhos ortodônticos e restaurações podem, na maioria dos casos, favorecer ou agravar esse problema.

Sensibilidade nos dentes

Indo além da questão estética, a causa de retração gengival preocupa muitas pessoas pelo mal-estar gerado, através do desconforto ao alimentar-se, gerando sensibilidade de alguns pacientes à alimentos frios ou pastosos, sem contar os riscos de exposição do dente à possíveis cáries e lesões. Mas para o tratamento da retração gengival é recomendado consultar sempre o cirurgião-dentista de confiança para uma análise periódica sobre a saúde bucal e orientação sobre os cuidados diários. Uma simples escova de dente pode às vezes ser a vilã da história. O dentista tem o papel fundamental de orientar e corrigir o paciente acerca da rotina de higiene bucal, contemplando desde a manipulação correta da escova, até o fio dental, cremes dentais e enxaguante bucal.

Em alguns casos o tratamento da retração gengival pode ser mais complexo. Dependendo do grau de retração, o periodontista poderá realizar tratamentos específicos para a cura do problema, como a raspagem, o polimento radicular ou até mesmo um canal ou enxerto gengival, realizado através de tratamento cirúrgico. A cirurgia de enxerto de tecidos moles, por exemplo, estimulará o desenvolvimento da gengiva e, se bem conciliada com uma rotina específica de higiene bucal, poderá trazer resultados bastantes positivos. Consulte um periodontista para ter as orientações necessárias sobre o tratamento e o que é possível esperar em termos de resultados.

WeCreativez WhatsApp Support
Agende online sua consulta
Olá vamos agendar aqui sua consulta?